Soneto do Amor Demais

Junho 3, 2006 at 8:35 am 2 comentários

Não, já não amo mais os passarinhos
A quem, triste, contei tanto segredo
Nem amo as flores despertadas cedo
Pelo vento orvalhado dos caminhos.

Não amo mais as sombras do arvoredo
Em seu suave entardecer de ninhos
Nem amo receber outros carinhos
E até de amar a vida tenho medo.

Tenho medo de amar o que de cada
Coisa que der resulte empobrecida
A paixão do que se der à coisa amada

E que não sofra por desmerecida
Aquela que me deu tudo na vida
E que de mim só quer amor – mais nada.

Vinicius de Moraes

Entry filed under: Vinicius de Moraes. Tags: .

Mentira Recordar é Sonhar

2 comentários Add your own

  • 1. CRISTIAN LOPEZ  |  Agosto 10, 2006 às 12:55 am

    Realmente felicitarlos por tan bello trabajo, pienso que somos muchos los que tambièn escribimos en muchas circusntancias de la vida, pues lo que expresa el corazòn se plasma en mejores versos; les dejo muchos saludos desde Lima, PERÙ.
    un amigo y admirador …

    CRISTIAN

    Responder
  • 2. poemasdomundo  |  Agosto 31, 2006 às 4:34 pm

    olá,

    (perdona mi castellano) muchas gracias por tu palavras i espero que continues visitando a nostro blog

    cumprimientos

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed



Folhetim Cultural e artístico de Lisboa, Divulgação Cultural
Facebook

Poemas do mundo

Poemas do meu Mundo que ardem vivos em meu olhar que no coração escavam bem fundo e que não o deixam pulsar...

  • 890,912 visitas

%d bloggers like this: