Quem Somos

A equipa do Poemas do Mundo

– Ricardo – rikisporting@gmail.com
– Eduardo – eduardu.3@gmail.com
– Rafael – tolkien_299@hotmail.com
– Gonçalo – undertaker_rip_silva@msn.com
– Maria João – cavaleira_andante@hotmail.com

44 comentários Add your own

  • 1. Rafael  |  Novembro 27, 2006 às 10:10 pm

    É só boa gente! Abraços para aqueles dois primeiros, e muitos beijos para aquela em ultimo lugar!

    Responder
  • 2. Renato  |  Dezembro 14, 2006 às 8:55 pm

    Acho que o blog Poemas do Mundo está bem estruturado, e acho que incentiva os jovens a ler poesia,por isso, muitos parabens e que continuem assim.A propósito, o meu irmão faz parte da equipa do Poemas do Mundo,por isso, “votem” nele.

    Responder
  • 3. António Vitorino  |  Dezembro 24, 2006 às 10:40 pm

    Fiquei hoje a conhecer este blog e de imediato coloquei um link para um que estou a gerir, também ele destinado a divulgar novos autores. Visitem-no: debaixodobulcao.blogspot.com
    Continuem!

    Responder
  • 4. Lúcia Lourenço  |  Janeiro 11, 2007 às 4:26 pm

    Adorei!!!
    Está linkado!!

    Responder
  • 5. Irirte  |  Janeiro 19, 2007 às 8:41 pm

    Tive hoje contacto com o v/blog. Gostei muito

    Responder
  • 6. MOrcela  |  Janeiro 23, 2007 às 9:46 pm

    hi, finalmente tive tempo para ver o vosso blog, com atencao!
    Eu n sei pk, mas n e por acaso que voces foram parar a mesma turm,a que eu!!!!!lol
    Mas a serio o blog, esta fantastico, e nota-se que voces se esforcaram-se por este blog, bue fixe, e super, hiper interessante.
    COntinuem!

    Responder
  • 7. joao  |  Janeiro 25, 2007 às 7:36 pm

    o vosso blog ta bue fixe, eu estou a estudar, e adora a lingua portuguesa gracas ao vosso blog! obrigada
    outar coisa, eu conconcordo plenamente com essa tal de MOrcela, cada um tem direito ao seu comentario, e n deve ser julgado por isso, tambem n acho justo falarem mal dessa tal de maria joao se o nome dela foi mencionado e pk, ela faz alguma coisa, e mesmo que n fac este e um blog, de poemas, desde que existam poemas, o resto n interessa.
    Mais uma vez paarbens pelo optimo trabalho.

    Responder
  • 8. Conceição Pires  |  Janeiro 26, 2007 às 6:48 pm

    Olá poetisa e poetas,
    Vim espreitar e dizer-vos que me orgulho de ser vossa professora.
    Um beijo grande a tod@s.

    Responder
  • 9. Inikas (a outra "Tabofa")  |  Fevereiro 28, 2007 às 10:03 pm

    Oi! Passei por aqui para vos dizer que “aprecio bastante” este vosso blog e que ele está “muitissimo bem apresentado”, como tal, desejo-vos… hum…. uma continuação de um “óptimo” TRABALHO!!!!!!

    EH PÁ SÃO OS MÁIORES!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responder
  • 10. Paloma Duarte Stella  |  Maio 5, 2007 às 6:08 am

    Maravilhoso esse site.
    Estava eu procurando um poema de Casimiro de Abreu. E aqui encontrei-me.
    Deparei-me com Pessoas que constroem esse maravilhoso site, passei horas por ele, avistando coisas belíssimas.

    Escrevo poemas também. E esse meio da Literatura, me fascina por completo. Descrever em palavras tudo aquilo que sentimos. É simplesmente maravilhoso!!!

    Tire-me uma dúvida. Existe um meio de fazer parte desse site maravilhoso?!?

    Beijinhos e Abraços a todos.

    Paloma Stella

    Responder
  • 11. carmen navarro  |  Maio 22, 2007 às 6:19 pm

    Gostava de ver poemas de Pedro Homem de Mello.

    Parabens, é com imenso prazer que lê-o poemas tão belos .

    todas as 1º sextas-feiras do Mês promovo uma noite de poesia na Junta de Freguesia de S. Nicolau – Porto

    Com estima Carmen Navarro

    Responder
  • 12. Eduardo  |  Maio 31, 2007 às 7:07 pm

    Escrevo de São Paulo – Brasil. Nos primeiros anos de estudo, conheci o “Balada da Neve”, do Augusto Gil. Como não me lembrava da poesia, saí pesquisando à procura do poema e o achei no site de vocês, ou vosso site, como vocês dizem.
    O site, aliás, está muito bom, e tenho certeza de que a cada dia ficará melhor.
    Quase entro nesse vosso concurso e poesias… Não sei… Embora tenha escrito muito na vida, acho que não sou tão bom…
    Quem sabe…
    Vocês escrevem poesia também???
    Agora, a Carmem dizer que promove noite de poesia no Porto, eu cá em São Paulo, foi pra castigar…
    Abraços… Eduardo

    Responder
  • 13. Equipa Poemas do MUndo  |  Junho 7, 2007 às 8:28 pm

    é claro que poremos poemas de Pedro Homem de Mello, Carmen. Agradecemos pela visita ao nosso site, e está também de parabens por promover noites de Poesia! Se houvessem mais pessoas como você…

    Obrigado.

    Já agora, Eduardo, agradecemos também a visita, ainda por cima tão longe de Portugal! Sim, também escrevemos poesia, e certamente você também: todos somos poetas…

    Abraços,

    A equipa do Poemas do Mundo

    Responder
  • 14. Eduardo  |  Julho 16, 2007 às 2:00 pm

    Que nos revezemos…

    Menor a vida que minhas perguntas,
    menor o tempo que minha vontade
    de viver, de saber, de contar…
    Poetas desejam demais contar
    coisas que descobriram, coisas que
    souberam, que viveram…
    Mas é menor a vida que o que nos baste,
    é menor a vida e o tempo que o que
    nos chegue!
    Façamos assim, que nos revezemos,
    eternamente,
    contando ao mundo, eternamente,
    o que vimos, que soubemos e vivemos
    cada um
    no pouco tempo que lhe restou contar!

    Remeto esta pequena poesia inédita, feita agora de improviso, dedicada a vocês e a todos os visitantes desse lindo site.
    Gostaria (ou gostava, como se diz aí) de me corresponder com poetas de língua portuguesa do mundo.
    Beijos e abraços,
    Eduardo

    Responder
  • 15. Eduardo  |  Julho 16, 2007 às 5:28 pm

    cá eu reli o poeminha que mandei hoje mesmo, e percebi que ficará melhor que o segundo “eternamente” seja trocado por “poeticamente”. poemas de improviso semre têm um quezinho a corrigir… (risos)
    no demais, navegar é preciso, abraços!

    Responder
  • 16. Poemas do Mundo  |  Agosto 10, 2007 às 10:27 am

    Olá Eduardo.
    A equipa de Poemas do Mundo, pede a sua autorização para colocar na página principal do nosso blog, o seu poema.
    Obrigado.

    Abraços,
    A equipa de Poemas do Mundo

    Responder
  • 17. Eduardo  |  Agosto 27, 2007 às 4:02 pm

    É um grande prazer para mim, que seja colocado. Fico muito agradecido pelo privilégio.
    Um grande abraço a todos.

    Responder
  • 18. lindalva ferreira  |  Setembro 17, 2007 às 1:49 am

    Amei,
    Um beijo quente no coração e grata pelo doce deleite.

    Responder
  • 19. Ilda Fèteira  |  Outubro 4, 2007 às 1:32 pm

    Acabo de conhecer o vosso blog. Gostei!
    A poesia é, para mim, uma forma de respirar. Sempre que posso, digo poemas em grupos de amigos.
    Eu e o Jorge Palma lançámos um CD, que é uma visão,através da poesia, do País que fomos e que vamos sendo… Chama-se “25 Razões de Esperança” e encontra-se à venda na Associação 25 de Abril. Não posso deixar de vo-lo recomendar.

    Responder
  • 20. Ana Pereira  |  Novembro 27, 2007 às 6:46 pm

    Foi bom encontrar tantos e tão bons poemas, vim aqui procurando um que tinha saído num teste do meu filho e voltei para o ajudar a ler e interpretar outros.
    Gostava que também orientassem a interpretação de poemas, por vezes é tão difícil para quem não tem geito ou sensibilidade…
    Sabem de algum sítio onde possa encontrar poesia portuguesa comentada?

    Responder
  • 21. Fátima Lopes  |  Dezembro 19, 2007 às 5:13 pm

    Hoje ao acordar

    Senti um calor no ar!
    Consegui encarar a luz
    E o que essa visão produz
    Em nós, simples mortais

    Abracei o vento
    E sem medo do tempo
    Deixei-me “ir”

    Pisei o chão e sorri
    Com a alegria de ser dia
    E voltei a mim!

    Encontrei-me ao virar a rua
    E chorei de saudade!
    Aquela que faz doer a alma
    De há tanto não se ver

    Afinal…a tristeza não resiste
    A um espírito que insiste
    Em não desaparecer

    O Natal é assim…

    Fátima Lopes
    19/12/2007

    BOM NATAL

    Responder
  • 22. Everaldo Cerqueira  |  Janeiro 1, 2008 às 11:42 pm

    Belo o teu texto. Parabéns. Um beijo poético.

    Responder
  • 23. garrido  |  Fevereiro 19, 2008 às 9:12 am

    Muito interessante, o vosso blog. Bem estruturado, com uma base de fundo (poemas de autores consagrados) e dinâmico. Pelos comentários vejo q são estudantes, continuem com força. Os melhores estudos são estas actividades complementares, já na vida real. Um abraço

    Responder
  • 24. IrisCairo  |  Março 5, 2009 às 10:20 am

    Uma breve passagem, para saudar e dar os parabéns pelo óptimo empenho em promover a poesia. Ao meu aluno Gonçalo, um «Bravo!» em especial.

    Responder
  • 25. Francisco  |  Dezembro 19, 2009 às 10:20 am

    O mundo tem coisas que não sabemos que existem
    Nós podemos gritar
    Até chorar
    Mas não podemos fazer nada para isto mudar
    Com esta pobreza
    Há muita tristeza
    Com olhos adormecidos
    De tanto aborrecimento
    Um pobre nem tem dinheiro
    Para um tratamento
    Com a saudade e a tristeza
    Da vida antiga
    Da vida perdida
    Da vida morta que já tiveram
    Mas a dor nunca mais se apaga
    Até se propaga
    Com o sentimento
    De sofrimento.

    Responder
  • 26. Francisco  |  Dezembro 19, 2009 às 10:21 am

    Gosta que postassem este poema acima no vosso blog

    obrigado!

    Responder
  • 27. Lipe  |  Dezembro 24, 2009 às 1:57 pm

    http://www.paradigm-of-self-destruction.blogspot.com/

    Responder
  • 28. filipe gamboa  |  Agosto 25, 2010 às 1:33 pm

    Procurando poemas de autores Portugueses para organizar uma emissao de radio em portugues (feito por amadores)com musica clàssica encontrei OS POEMAS DO MUNDO fiquei muito contente e as minhas felicitaçoes.UM ABRAço de TOULOUSE

    Responder
  • 29. Fernanda Cabral  |  Dezembro 23, 2010 às 1:23 am

    Encontrei o vosso blog quando procurava a “Balada da neve” e gostei muito, porque adoro ler e dizer poesia. Também faço alguns poemas muito simples e vou aproveitar para mandar um para apreciarem.
    Na praia sopra uma brisa
    É o vento que desliza
    Uma leve aragem
    Até parece uma miragem,
    Que deixa os corações a palpitar,
    Envolvidos nas ondas do mar.
    Mar salgado
    Mar dolente,
    Transforma-se de repente
    Em azul transparente.
    Molha a areia
    Faz espuma
    E as ondas uma a uma
    vão e voltam novamente.
    As ondas…
    Vão e vem
    Será assim,
    Eternamente…

    Responder
  • 30. Geuza Mariah  |  Setembro 3, 2011 às 12:06 am

    Sou apenas uma amadora!
    que amo poesia… estou tentando
    escrever minha alma ?e todo o meu ser ;atravez dela.

    VOA…AMOR

    Abro mão,do meu amor

    Para ele ser feliz,

    Não quero ,que seja prisioneiro

    Apenas,de mim

    Voa,voa bem alto,

    Pousa…nos braço,

    De um amor…maior

    Que o meu…

    Geuza Mariah
    Enviado por Geuza Mariah em 22/08/2011
    Reeditado em 22/08/2011
    Código do texto: T3175297

    Responder
  • 31. Geuza Mariah  |  Setembro 3, 2011 às 12:15 am

    Fechado

    Meu coração !

    Esta fechado pra balanço,

    estou liquidando…

    Angustia ,solidão,tristeza,

    lagrimas,noites de insonia,

    amor de faz de conta,

    O ciumes vai de brinde,

    A dor; vou jogar fora,

    Vou tentar me encontrar,

    me perdendo de ti.

    AMOR.

    (G.MARIAH)

    Geuza Mariah
    Enviado por Geuza Mariah em 29/08/2011
    Reeditado em 29/08/2011
    Código do texto: T3188437

    Responder
  • 32. tiago  |  Outubro 29, 2012 às 2:54 pm

    quen fala tudo para fora

    Responder
  • 33. José Carlos da Silva Cardoso  |  Novembro 26, 2013 às 11:30 am

    Gostava muito de partilhar poemas meus, como posso fazer?
    Obrigado! Vocês são fantásticos!🙂

    Responder
  • 34. Taciana da Silva Santos  |  Janeiro 24, 2014 às 4:46 pm

    “Olá, encontrei essa site por acaso… escrevo poemas..mas, nunca tive coragem de publicar… ou até msm postar em redes sociais…para os concurso q ainda vao acontecer..desejo saber..se o poema classificado..vencedor..é premiado..remunerado!??bjo a tds!

    Responder
  • 35. rafapezzopane  |  Janeiro 25, 2014 às 11:30 pm

    Olá como posso participar do concurso? Se quiserem deem uma olhadinha no meu blog: http://rafaelapezzopane.wordpress.com/
    Desde já, agradeço-lhes!

    Responder
  • 36. vitoria silva  |  Outubro 21, 2014 às 10:20 am

    olá como posso fazer pra participar desse blog

    Responder
  • 37. João Rodrigo Gabriel de Lima  |  Novembro 13, 2015 às 1:56 pm

    Qual o procedimento para enviar poesias de minha autoria a vocês?

    Obrigado!!!

    Responder
  • 38. morangos  |  Abril 20, 2016 às 4:09 pm

    olá também escrevo alguns textos e vim deixar um para ver o que acham

    Como posso amar
    Se não tenho voce para me aclamar
    Como posso ter ciume
    Se nem tenho o seu perfume
    Você não é minha
    Mas de noite sonho que você é minha rainha
    Eu não sou seu
    Mas de noite sonho ser seu romeu
    Que olfativa seu cheiro
    De janeiro a janeiro
    Sonho não ser o segundo mas sim o primeiro
    A sentir o cheiro desse perfume
    A sentir que por si sou aclamado
    Mas há algo de errado
    Esse perfume não faz parte de mim
    Exato! esse cheiro a jasmim
    De mim nao faz parte
    E para si supostamente ser seu não existe, é um caso aparte
    Se digo que tenciono saltar da janela
    Você me diz que não devo, que a vida é bela
    Se digo que estou em dia não
    Voce me incentiva a pegar sua mão
    Me diz para pensar em algo que me faça bem
    Eu digo que bem é só voce e mais ninguém
    E sim também por mim oh!!
    Contra mim o destino também conspira
    Por onde vou por onde passo estou sempre na sua mira
    Felizmente o consigo quebrar
    Porque você me dá forças para tal
    E quero ao seu lado terminar
    Em vésperas de um belo final

    Responder
  • 39. joaob  |  Abril 20, 2016 às 4:19 pm

    Aqui vos deixo mais um poema de minha autoria espero que gostem

    poesia um santo remédio

    Quero a cura para ser feliz
    Porque não a poesia?
    Ele é tudo o que eu sempre quis
    E a quero em modo anestesia

    Será a minha cura
    Nem dor irei sentir
    Pois ela me faz sorrir
    E me faz esqueçer tudo o que me tortura

    A poesia me suaviza
    Me faz esqueçer os momentos de dor
    Não me tortura, nem escraviza
    Apenas me trata com o devido valor

    Numa dura operação
    A poesia fica ao meu lado
    Me canta uma bela canção
    E me deixa curado

    Responder
  • 40. joaob  |  Abril 20, 2016 às 4:27 pm

    Tudo!

    Tudo têm um começo
    Tudo têm um fim
    A todo o cobre, marfim
    Tudo têm um preço
    Nada é de graça
    Nem a carne do talho
    Nem o peixe da praça
    Tudo têm uma razão
    Tudo têm inicio, desenvolvimento e conclusão
    Tudo têm um porquê
    Toda a reacção, atitude
    Todo o defeito, virtude
    Todo o olhar têm explicação
    Tal como todo o bater do coração
    Todo nervosismo e palpitação
    Tudo têm seu tempo
    Toda a alegria,contratempo
    Tudo vêm
    Tudo têm sua origem
    Tudo vêm numa viagem
    Nada vêm só
    O nada vêm com tudo
    Porque o tudo é o todo
    E o todo não é pouco
    Muito menos metade
    É tudo!

    Responder
  • 41. joaob  |  Abril 21, 2016 às 5:25 pm

    Não vêns..

    E não vêns…
    Porque não vêns
    Ou porque nã têns?
    Porque não tens o suficiente para me agradar?
    Ou porque não tens o amor suficiente para me dar?
    Porque tu não tens amor dentro de ti..
    Porque não tens o amor que eu pedi
    E tu não vêns
    Preferes mentir
    Preferes dizer que tens quando tu própria nem consegues sentir
    E tu não vêns..
    Tu ficas por aí dizendo que não tens o suficiente
    Mas tens um recipiente
    Tens aquilo que te cheira
    Não tens o que eu procuro
    Dizes que esperas que assente a poeira
    Para depois viver um amor seguro
    E quem sabe tão puro
    Como aquele que eu procuro
    Nas noites sombrias, no escuro
    Mas tu não vêns
    Tu te deixas aí ficar porque não têns
    Não tens ouro nem prata
    Tens apenas essa tua ladainha que mata

    Responder
  • 42. joaob  |  Abril 25, 2016 às 1:41 pm

    Eu a solidão no mesmo barco

    Hoje a solidão me chama
    Tive receio mas me entreguei
    Naquela tenebrosa cama
    Eu me apaixonei

    Nunca pensei
    Me dar tão bem com a solidão
    Mas resultou
    Aquela linda relação

    Quis ali ficar
    Eu mais que nunca
    Me quis sacrificar
    Pela minha querida solidão

    Se ela for de vez
    Eu tambem vou
    Se ela der a vida por mim
    Por ela eu também dou

    Responder
  • 43. joaob  |  Abril 25, 2016 às 2:25 pm

    Dupla faceta

    Sou poeta
    Em dupla faceta
    Escritor inspirador
    Escritor conspirador

    Sou criativo
    Renovo as palavras como um ventilador
    Fico á espreita destilando veneno
    Como um verdadeiro conspirador

    Sou um escritor imprevisivel
    Tanto sou criativo como fico á espreita
    Meu talento é visivel
    O misturo todo numa colheita

    Sou tanto uma moeda
    Cara ou coroa
    Um poeta humilde
    Um amor em pessoa

    Não sou santo
    Mas traduzo encanto
    Sou um multifacetado poeta
    Conspirador ou inspirador eis a faceta

    Não tenho qualquer preferência
    Mas ao invés uma dupla referência
    De um lado escritor inspirador
    Do outro um escritor destilador

    Destilador de veneno
    Do outro um coração como o do fernando pessoa
    Um homem com tanto de ameno
    Como o clima de lisboa

    Tenho duas facetas
    Outras tantas petas
    De escritores que mais parecem amadores
    De senhores que mais parecem sonhadores

    E são sonhadores
    Notaveis escritores
    De lápis e caneta
    Poetas de dupla faceta

    Responder
  • 44. joaob  |  Agosto 9, 2016 às 1:27 pm

    A declaração que não chega

    É muito fácil chegar perto
    E tal sentir o bater do coração
    Mas o certo..
    É da sua parte não haver qualquer declaração

    Aptece-me dizer o que sinto
    Mas as palavras não querem sair
    Sabes que eu te amo e não minto
    Mas este tacanho coração não quer admitir

    A mulher cria expectativa
    Por um coração que diz ele sair da casca
    Mas na hora H não se desenrasca
    E assim deixe o coração dessa mulher á deriva

    Um depoimento que se diz ser iminente
    Um coração de mulher que desespera
    Um coração de um homem reticente
    Que deixa a mulher na falsa esperança que lhe sorria a primavera

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


%d bloggers like this: