Qualquer Música

Agosto 29, 2006 at 12:26 pm 3 comentários

Qualquer música, ah, qualquer,
Logo que me tire da alma
Esta incerteza que quer
Qualquer impossível calma!

Qualquer música – guitarra,
Viola, harmônio, realejo…
Um canto que se desgarra…
Um sonho em que nada vejo…

Qualquer coisa que não vida!
Jota, fado, a confusão
Da última dança vivida…
Que eu não sinta o coração!

Fernando Pessoa

Entry filed under: Fernando Pessoa. Tags: .

O Menino da Sua Mãe Porque

3 comentários Add your own

  • 1. acomentarista  |  Agosto 29, 2006 às 2:47 pm

    Olá,

    gostei muito do blog.

    Adoro os poemas do Pessoa.
    bjs

    Responder
  • 2. poemasdomundo  |  Agosto 29, 2006 às 2:50 pm

    Olá,

    muito obrigado pelo seu comentário e continue a visitar o nosso blog.

    Também vou dar uma olhadela no seu blog😉

    Responder
  • 3. thi  |  Dezembro 1, 2006 às 1:22 am

    realmente inpressionante!!!
    muito legal mesmo esse poema.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed



Folhetim Cultural e artístico de Lisboa, Divulgação Cultural
Facebook

Poemas do mundo

Poemas do meu Mundo que ardem vivos em meu olhar que no coração escavam bem fundo e que não o deixam pulsar...

  • 890,912 visitas

%d bloggers like this: