Quem diz que amor é falso ou enganoso

Agosto 28, 2006 at 4:05 pm 4 comentários

Quem diz que Amor é falso ou enganoso,
Ligeiro, ingrato, vão desconhecido,
Sem falta lhe terá bem merecido
Que lhe seja cruel ou rigoroso.

Amor é brando, é doce, e é piedoso.
Quem o contrário diz não seja crido;
Seja por cego e apaixonado tido,
E aos homens, e inda aos Deuses, odioso.

Se males faz Amor em mim se vêem;
Em mim mostrando todo o seu rigor,
Ao mundo quis mostrar quanto podia.

Mas todas suas iras são de Amor;
Todos os seus males são um bem,
Que eu por todo outro bem não trocaria.

Luís de Camões

Retirado de http://users.isr.ist.utl.pt/~cfb/VdS/camoes.html

Entry filed under: Luís de Camões. Tags: .

Meus Oito Anos O Menino da Sua Mãe

4 comentários Add your own

  • 1. Bárbara Valéria Ribeiro Vieira  |  Fevereiro 8, 2007 às 4:22 pm

    adorei também este poema de Luí de Camões é tanto lindo como o «amor é fogo que arde sem se ver»

    Responder
  • 2. Bárbara Valéria Ribeiro Vieira  |  Fevereiro 8, 2007 às 4:23 pm

    adorei este poema como outros que já vi aqui neste site parabéns a Luís de Camões e a quem fez o site o que não foi ele de certeza

    Responder
  • 3. wilson  |  Março 14, 2015 às 4:33 pm

    gostei este poema é muito interessante de acordo com o meu analise fez um óptimo trabalho

    Responder
  • 4. Salomao Armando Nhabanga  |  Agosto 20, 2015 às 8:13 pm

    Eu gostaria de saber: qual e’ o assunto tratado no poema e em que genero textual pertence?

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed



Folhetim Cultural e artístico de Lisboa, Divulgação Cultural
Facebook

Poemas do mundo

Poemas do meu Mundo que ardem vivos em meu olhar que no coração escavam bem fundo e que não o deixam pulsar...

  • 890,912 visitas

%d bloggers like this: